12-10-2009

«Leva-me Aos Fados», Ana Moura


Um convite assim é quase irrecusável. Vindo de quem vem e com um álbum destes, só pode merecer uma resposta: sim!

Os últimos dois anos da vida de Ana Moura foram inesperados e loucos. Primeiro foram os Rolling Stones a catrapiscar-lhe o olho. Sensivelmente na mesma altura, foi editado o belíssimo «Para Além da Saudade». Concertos, muitos discos vendidos mas faltava a cereja: Prince, o artista, conheceu-a e deixou-se encantar.

«Leva-me Aos Fados» é o resultado desta roda viva em que se transformou a agenda da fadista mais sexy do mapa das casas de fado. É fado, ainda e provavelmente sempre, mas com a intepretação de quem canta soul. Ou será da alma que é transversal a estas músicas?

Seja como for, «Leva-me Aos Fados» é absolutamente sublime. Ana Moura está a cantar como nunca, vencida que está a timidez de estúdio. A direcção musical de Jorge Fernando e Custódio Castelo é perfeita. O disco está impecável de uma ponta à outra.

E como em qualquer refeição, além do prato principal há entradas, vinhos e sobremesas. Aqui, há a dupla Manuela de Freitas e José Mário Branco com a eficácia habitual e, sobretudo, a participação dos Gaiteiros de Lisboa numa experiência quase pioneira entre o fado e o «rock percussivo».

Ana Moura
«Leva-me Aos Fados»
Universal

davidevasconcelos@gmail.com

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DiscoDigital reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.