ONTEM

Amy Winehouse morreu há dois anos; Mark Ronson diz não ter sobras


Faz esta quarta-feira dois anos que Amy Winehouse morreu com 27 anos.

A cantora juntou-se ao «clube dos 27» onde já viviam Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison e Kurt Cobain, entre outros. Desde então foi editado o álbum de sobras e raridades «Lioness: Hidden Treasure» em 2011; no ano seguinte, Nas samplou a voz de Winehouse na canção «Cherry Wine». 

Em entrevista à BBC, o produtor Mark Ronson garantiu não ter nada na gaveta mas defendeu que «se houver algo acabado em que o Salaam (Remi, produtor) e ela tenham trabalhado e que o Salaam saiba que ela está satisfeita, tudo bem». O produtor de «Rehab» sublinhou que «é difícil manter a objectividade quando tanta gente a adorava» e reconheceu que «há muita gente que gostava de ouvir os restos que ela deixou porque eram melhores do que a maior parte dos álbuns».

Em Setembro, uma exposição evocativa será inaugurada em Camden como forma de assinalar o 30º aniversário de Amy Winehouse que se comemoraria a 14 de Setembro. A mostra estará patente entre 12 de Setembro e 6 de Outubro.



  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DiscoDigital reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.